Suspensão Automotiva

Freios

Sistema tem como objetivo parar ou diminuir a velocidade de um veículo.

Dessa forma, qualquer vazamento ou falha de algum componente pode comprometer a eficiência da frenagem colocando em risco a segurança dos condutores do veículo.

Dica: Sempre que efetuar algum reparo, solicite verificação em todo sistema, a cada 10.000 km ou uma vez por ano, mesmo que não haja irregularidades. Por isso a você precisa sempre fazer uma revisão ou quando imediatamente procurar uma oficina mecânica quando existir alguma irregularidade como:

• quando o pedal de freio estiver trepidando ou descendo ao acioná-lo
• quando frear e o veículo puxar para o lado

Suspensão Automotiva

É o conjunto de peças compreendido por travessas, bandejas, braços oscilantes, barra estabilizadora, amortecedores, molas, juntas esféricas, terminal de direção, juntas homocinéticas e diversos isoladores como buchas, coxins, etc.

Se algumas dessas peças apresentar folgas ou estiver sem ação, compromete todo o sistema responsável pelo conforto, estabilidade e segurança do seu automóvel. Por isso, exige atenção permanente, para não falhar quando exigido.

Em condições ideais, ela trabalha em harmonia com os demais componentes de suspensão, ligando a roda ao chassi do veículo e participa na estabilidade, conforto e segurança do sistema.

Suas funções:
• Ligar o roda ao chassi do veículo (pivô liga roda, buchas ligam chassi)
• Determinar o alinhamento das rodas (seu tamanho, formato e posicionamento)
• Permitir movimentos verticais da suspensão (subir e descer)
• Suportar forças laterais (nas curvas)
• Limitar e controlar movimentos longitudinais das rodas (frenagens e arranques)
• Permitir que uma suspensão seja independente (lado direito independe do esquerdo bandeja como suporte móvel)

Amortecedores

Um dos principais componentes e o mais conhecido, cuja função é controlar os movimentos da suspensão. Instalado junto com as molas em cada uma das rodas, sua função é controlar as ações das molas e manter o pneu sempre em contato com o solo diante de superfícies irregulares, como lombada e buracos.

Também é responsável pela altura ou distância do solo em veículos mais modernos com suspensão ativa, onde o controle é feito por válvulas ou sensores eletrônicos que aumentam ou diminuem sua rigidez, tornando o veículo mais estável em curvas ou freadas e mantendo o veículo no mesmo nível estando ou não carregado.


Contato

Entre em contato conosco e solicite o seu orçamento.

Clique Aqui!